Saiba como reconhecer o verdadeiro bacalhau

Quase unanimidade no cardápio das celebrações da Semana Santa, o bacalhau é um dos pratos mais populares da Páscoa. No entanto, é preciso redobrar a atenção na hora de escolher uma peça de peixe, evitando promoções falsas e produtos de má qualidade.

Segundo a Proteste Associação de Consumidores, muitos supermercados e peixarias salgam outras espécies de peixe e fazem o “bacalhau fake” passar pela verdadeira iguaria, cujo preço não é dos mais convidativos.

Segundo a legislação brasileira, o bacalhau só pode ser produzido com três espécies de peixe: o Gadus morhua, conhecido como o legítimo bacalhau do Porto; o Gadus macrocephalus e o Gadus ogac. As outras espécies salgadas para fazer as vezes de bacalhau têm qualidade e podem ser comercializadas, desde que anunciadas como peixe salgado seco. As mais comuns são: Ling, Zarbo e Saithe.Para não cair no conto do bacalhau, a Proteste dá algumas dicas para aprender a diferenciar bacalhau de peixe salgado. A começar pelo formato: o bacalhau verdadeiro é largo e possibilita cortes em lombos. Além disso, o rabo deve ser quase reto ou ligeiramente curvado para dentro, e possuir cor uniforme. Se tiver uma espécie de bordado branco nas extremidades, é porque que não é o legítimo.

Já a cor deve ser de palha (os brancos são peixes salgados) – e a pele do verdadeiro bacalhau solta fácil.

Estragado

Comprar pescado estragado ou de má qualidade também pode gerar uma grande dor de cabeça e estragar a ceia pascal. Uma dica é prestar atenção se o peixe está bem escovado. O bacalhau deve ter aparência limpa e sem manchas escuras. Manchas pretas ou marrons podem ser resíduos do peixe, como sangue ou bílis – sinal de que ele não foi bem trabalhado.

Confira também se a peça está bem sequinha. Para isso, segure com firmeza o bacalhau pela cabeça e solte a cauda. Se o peixe ficar reto, sinal de que foi bem curado. Se dobrar, é porque foi mal curado e está úmido, o que pode produzir bolor.

Alguns “defeitos” são bem perceptíveis. Não compre peças com fendas profundas, aspecto pegajoso ou cozido ou coágulos ou manchas. Se tiver um pó fino cinzento, branco ou amarelo, isso indica que o peixe foi armazenado incorretamente.

Outras Notícias

Prazo para pagamento do IPVA em Minas Gerais começa a vencer nesta segunda-feira

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA)começa a vencer nesta segunda-feira (14), para os ca...

Romeu Zema nomeia secretariado do governo de Minas Gerais

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), nomeou o secretariado do Executivo estadual. A nomeação foi publicad...

Curso preparatório gratuito para o Enem é oferecido em Itaúna

Um curso preparatório intensivo para a primeira etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será oferecido pela Se...

O SENAI Betim está com inscrições abertas para “cursos gratuitos” para jovens de 14 a 23 anos, que estejam cursando o 9º ano, ensino médio ou tenham concluído o ensino médio.

O SENAI Betim está com inscrições abertas para “cursos gratuitos” para jovens de 14 a 23 anos, que estejam cursando o...

RÁDIO É O VEÍCULO MAIS PRÓXIMO DA POPULAÇÃO, AFIRMAM PALESTRANTES

Os jornalistas Ricardo Boechat (BandNews FM), Milton Jung (CBN) e Nilson Cesar (Jovem Pan) foram unânimes ao dizer qu...