Pedido da Polícia Federal recebeu aval da PGR; policiais querem aprofundar apuração sobre mudança no comando da PF no Rio. Caso veio à tona após decla

Celso de Mello prorroga por 30 dias investigação sobre suposta interferência de Bolsonaro na PF

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta segunda-feira (8) a prorrogação por mais 30 dias do inquérito que apura se o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na autonomia da Polícia Federal.

Relator do caso, o ministro atendeu a um pedido feito pela Polícia Federal. A proposta recebeu aval do procurador-geral da República, Augusto Aras.

Entre as medidas "pendentes", a Polícia Federal quer ouvir o próprio presidente Jair Bolsonaro no inquérito. Esse depoimento, se autorizado, só deve acontecer após outras medidas previstas na investigação.

Os investigadores pediram mais prazo porque querem aprofundar as investigações na superintendência da PF no Rio de Janeiro, diante de suspeitas de ingerência de Bolsonaro nas direções regionais da corporação. Os agentes querem analisar inquéritos que envolvem a família do presidente.


Há um pedido pendente da PF, por exemplo, na Zona Eleitoral do Rio de Janeiro. Os policiais pediram informações sobre o inquérito instaurado para apurar eventuais crimes eleitorais praticados por familiares de Bolsonaro. Os dados nunca foram enviados.

Flávio Bolsonaro (PR-RJ), filho do presidente e atual senador, foi alvo de uma investigação eleitoral, já relatada pela PF, sobre suposto enriquecimento ilícito. O senador não chegou a ser indiciado e o caso foi remetido à Justiça Eleitoral. O Ministério Público Eleitoral decidiu manter a investigação.

Também estão em aberto análises de relatórios de produtividade da Polícia Federal no Rio – a corporação negou as críticas feitas pelo presidente sobre esse assunto – e o pedido de cópia do inquérito da PF do Rio sobre suposto vazamento da operação Furna da Onça.

Os investigadores ainda esperam informações sobre a troca na segurança pessoal do presidente e de seus familiares. O Jornal Nacional mostrou que um mês antes da reunião ministerial em que o presidente reclamou que não consegue trocar ninguém, o chefe do departamento de segurança foi substituído pelo segundo na hierarquia. E o responsável pelo escritório do Rio também havia sido trocado.

Bolsonaro, Moro e Zambelli

A PF afirmou que "é preciso finalizar a elaboração de relatório de análise de material apreendido acerca das mensagens trocadas por Sergio Moro com o presidente da República e com a deputada federal Carla Zambelli.

Horas antes da reunião ministerial do dia 22 de abril, Bolsonaro escreveu: “Moro, o Valeixo sai nessa semana. Isto está decidido. Você pode dizer apenas a forma. A pedido ou ex ofício".

O que já foi feito

A investigação foi autorizada pelo STF em 27 de abril, três dias após o então ministro da Justiça, Sergio Moro, ter anunciado a demissão do cargo. Na ocasião, Moro disse que Bolsonaro interferiu na PF ao demitir o então diretor-geral da instituição, Maurício Valeixo. Bolsonaro nega a acusação.

O primeiro a ser ouvido no inquérito foi o próprio Moro, no dia 2 de maio. No depoimento, o ex-ministro citou como prova da interferência do presidente a reunião ministerial de 22 de abril, no Palácio do Planalto. O conteúdo da reunião se tornou público no último dia 22 de maio. Na sequência, a PF ainda tomou mais de dez depoimentos, entre ministros, delegados e ex-aliados do presidente.


No vídeo da reunião, divulgado por decisão do ministro Celso de Mello, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que tentou "trocar gente da segurança" no Rio de Janeiro.

"Já tentei trocar gente da segurança nossa no Rio de Janeiro, oficialmente, e não consegui! E isso acabou. Eu não vou esperar foder a minha família toda, de sacanagem, ou amigos meu, porque eu não posso trocar alguém da segurança na ponta da linha que pertence a estrutura nossa. Vai trocar! Se não puder trocar, troca o chefe dele! Não pode trocar o chefe dele? Troca o ministro! E ponto final! Não estamos aqui pra brincadeira".

Segundo Moro, Bolsonaro se referia à Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro. O presidente, por sua vez, disse que se referia à segurança pessoal dele, cuja responsabilidade é do Gabinete de Segurança Institucional.

Outras Notícias

POLICIA CIVIL PRENDE EX DELEGADO EM SÃO JOAQUIM DE BICAS

Polícia Civil prende ex-delegado em São Joaquim de BicasNa manhã dessa sexta-feira (10), o ex-delegado Marco Túlio Fa...

GIRO DE NOTICIAS

Zema pede prorrogação do estado de calamidade pública em Minas até o fim de 2020.A tendência é de que a renovação do ...

GIRO DE NOTICIAS

Aposentados pelo INSS podem ter um 14º salário emergencial em razão da pandemia da covid-19. O presidente da Comissão...

Igarapé realiza desinfecção de vias

No última sexta dia 3, prefeitura de Igarapé realizou trabalho de higienização em Igarapé, em mais uma ação de c...

IBIRITÉ FECHA COMÉRCIO NÃO ESSENCIAL A PARTIR DE HOJE SEGUNDA.

Medida segue determinações já adotadas para Belo Horizonte, Contagem e Betim e tem o objetivo de frear os casos de co...

DOMINGO DE MANIFESTAÇÃO EM BH.

Carreata pedia 'fora Kalil' e defende reabertura do comércio em Belo Horizonte.Manifestantes alegam que muitas empres...

É VERDADE!! "baile junino" termina em prisão e multa.

Um “baile junino” com a participação de 50 pessoas na tarde desse domingo (5) foi interrompido pela Guarda Municipal ...

BANCO ITAÚ DE IGARAPÉ SUSPENDE ATIVIDADES

Devido a caso suspeito de COVID-19 entre um dos funcionários da agência do Banco Itaú em Igarapé a agência ficará fec...

Igarapé ganha Brigada Voluntária de Incêndio para combater queimadas florestais.

Igarapé ganha Brigada Voluntária de Incêndio para combater queimadas florestais.A Secretaria Municipal de Meio Ambien...

GIRO DE NOTICIAS

📍 Igarapé ganha Brigada Voluntária de Incêndio para combater queimadas florestais.📍 Prazo prorrogado!...

CORONA VÍRUS / São Joaquim de Bicas registra o sétimo óbito por covid-19.

São Joaquim de Bicas registra o sétimo óbito por covid-19. Em boletim atualizado na tarde de hoje(1/7) São Joaqu...

Igarapé e São Joaquim de Bicas se unem contra o Corona Vírus

Prefeitura de Igarapé e São Joaquim de Bicas, se unem forças e pedem empenho de comerciantes para conter avanço do co...

Entregadores de aplicativos fazem greve em Minas

Em BH a manifestação  começou por volta das 9h, na praça Assembleia, segue em direção à praça da Liberdade, pass...

Câmara pode votar hoje proposta que adia eleições deste ano

A Câmara dos Deputados pode votar, hoje (1º), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/20 que trata do ...

Câmara pode votar hoje proposta que adia eleições deste ano

A Câmara dos Deputados pode votar, hoje (1º), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/20 que trata do ...

A origem do "Homem Pateta" que desafia as crianças nas redes sociais

A Polícia Federal investiga se um homem vestido com uma máscara do personagem Pateta da Disney, pode induzir crianças...

Auxílio emergencial de R$ 600 é prorrogado por mais dois meses

O presidente Jair Bolsonaro assinou na tarde desta terça-feira (30) o decreto que prorroga, por mais dois meses, o au...

Ministério da Saúde encerra campanha de vacinação contra gripe

O Ministério da Saúde encerrou hoje (30) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe iniciada em 1...

SUPER ENTREVISTA

Amanhã quarta(1/7/2020) às 13 horas da tarde, a FM SUPER IGARAPÉ recebe Júlia Rosa da @pelosebichos no prog...

Polícia Civil abre investigação para apurar acidente de Henrique, do Cruzeiro

O acidente do jogador Henrique já é passado para o atleta, para o Cruzeiro e para a torcida celeste, que se sensibili...